Um camionista arrastou uma mota com o seu motorista durante mais de 32 quilómetros. No percurso ainda colidiu com outros veículos. Aconteceu no estado de Santa Catarina, no Brasil.

A colisão aconteceu, este sábado à tarde, no município da Penha, ao quilómetro 106 da autoestrada BR 101, e só terminou no Balneário Camboriú, mais de 32 quilómetros depois.

Uma mulher de 47 anos seguia no lugar do passageiro da moto e caiu imediatamente na via. Foi assistida por uma equipa da concessionária da autoestrada e depois conduzida ao hospital com traumatismo cranioencefálico e fraturas em várias partes do corpo. Já foi submetida a uma cirurgia, mas ainda corre risco de morte.

O condutor da mota sofreu ferimentos ligeiros e ficou em estado de choque. Foi internado num hospital do Balneário de Camboriú, mas deverá ter alta ainda este domingo.

De acordo com os meios de comunicação locais, o condutor da moto chegou a desmaiar, mas, quando acordou, escalou a moto e pendurou-se na cabine do camião, do lado do condutor, para tentar pará-lo.

A Polícia Rodoviária Federal pediu o apoio da Polícia Militar para tentar parar o camionista. Mas foi graças à intervenção de outro camionista e de populares que o camião foi travado.

O percurso foi registado em vídeo por vários populares e os vídeos foram divulgados nas redes sociais.

O camionista, de 36 anos, não apresentava vestígios de álcool no sangue, mas apresentava manifestas alterações da capacidade psicomotora. A Polícia Rodoviária Federal revelou, entretanto, que foi encontrada cocaína em doses para consumo próprio dentro do veículo.

O homem foi detido e vai responder pelos crimes de omissão de auxílio e condução sob o efeito de substâncias entorpecentes.