As inundações recorde no oeste do Canadá causaram quatro mortos e um desaparecido e uma quinta está desaparecida, informaram, neste sábado, as autoridades locais, que restringiram o acesso ao combustível nas zonas afetadas.

As chuvas torrenciais no sudoeste da Colúmbia Britânica, nos passados domingo e segunda-feira, provocaram deslizamentos de terras e inundações que destruíram estradas e infraestruturas.

O oleoduto Trans Mountain, crucial para a indústria petrolífera da província de Alberta, sofreu fortes danos e foi temporariamente encerrado.

A Real Polícia Montada Canadiana (RCMP) confirmou hoje que três homens, desaparecidos desde segunda-feira, foram encontrados mortos perto do Lago Duffy.

"Continuamos a nossa busca por um quarto homem, mas as condições meteorológicas e as condições no terreno dificultam os nossos esforços", disse a sargento Janelle Shoihet num comunicado da RCMP.

O corpo sem vida de uma mulher tinha sido encontrado na segunda-feira perto de um deslizamento de terra que destruiu grande parte de uma autoestrada, que liga Vancouver a zonas no norte da província.

Esperam-se chuvas fortes na área na próxima semana.

Em poucos meses, esta região do Canadá sofreu repetidos desastres naturais: um episódio de calor muito intenso no final de junho, uma consequência do aquecimento global, segundo os especialistas, seguido de grandes incêndios.

/ CM