O Instituto Geográfico espanhol registou, nas últimas 24 horas, 21 sismos em La Palma, Canárias, devido à erupção do vulcão Cumbre Vieja, dois deles sentidos pela população.

A magnitude máxima registada foi de 3,6, correspondente a um sismo sentido às 14:13 de sexta-feira.

Foram, ainda, assinalados dois sismos a profundidades de cerca de 30 quilómetros e um abalo superficial na zona próxima da boca da erupção.

A altura da coluna de cinzas e gases emitidos pela erupção atingia hoje ao início da manhã 4.500 metros, um valor ligeiramente inferior ao de ontem.

O vulcão Cumbre Vieja situa-se na ilha de La Palma, uma das que integram o arquipélago espanhol das Canárias, situado no oceano Atlântico, a oeste da costa de Marrocos.

A erupção do vulcão começou a 19 de setembro e obrigou mais de 6.000 pessoas a abandonar as suas casas.

Até ao momento, não se registaram feridos ou mortos.

A lava destruiu já mais de 800 edifícios, cobrindo 367,3 hectares na ilha, de acordo com o sistema de medição geoespacial Copernicus da União Europeia.

Agência Lusa / CM