No passado domingo, uma criança de 12 anos deu à luz na casa em que reside com os pais, em Cantabria, Espanha. De acordo com o jornal El País, o pai do recém-nascido é um jovem de 17 anos, que pertence ao mesmo agregado que a menor e vive na mesma habitação.

A família garante que o parto foi uma surpresa e que não sabia que a criança estaria grávida, avança o jornal espanhol El Correo.

A menor já constava na lista do serviço de proteção de menores e a família era acompanhada pelo Instituto de Serviços Sociais de Cantabria, que também desconhecia a gravidez.

Aquando do parto, foi chamada ao local uma equipa médica, que acabou por cortar o cordão umbilical e estabilizar a mãe e o recém-nascido. Ambos foram transportados para o Hospital Universitário de Marqués de Valdecilla.

Tanto a menor como o filho estão “em perfeitas condições de saúde” e a mãe já teve alta médica. O recém-nascido permanece na unidade de neonatologia.

De acordo com a cronologia temporal, a menina terá engravidado no princípio do período de confinamento, em março.

Perante o silêncio da família e a falta de explicações, já foi aberta uma investigação no Ministério Público para descobrir as circunstâncias em que a gravidez ocorreu e se existiu algum tipo de agressão sexual.

Foi ainda aberto um processo de adoção, uma vez que o agregado familiar não quer ficar com a guarda do recém-nascido.

Nuno Mandeiro