A Alemanha registou 17.214 novos casos nas últimas 24 horas, frente aos 14.964 verificados no mesmo dia da semana passada, com os hospitais a pedirem, tal como na primavera, ajuda financeira ao Governo.

Segundo o Instituto Robert Koch (RKI), o número de vítimas mortais é de mais 151 em relação ao dia anterior, para um total de 10.812

Trata-se do maior número diário de mortos com ou por covid-19 desde 6 de maio.

Desde o início da pandemia de covid-19, o país contabilizou 577.593 casos, dos quais 371.500 já foram considerados curados.

Para fazer face ao aumento do número de pacientes nos cuidados intensivos e melhorar a resposta dos cuidados de saúde, a Sociedade Alemã de Hospitais solicitou um novo pacote de resgate financeiro ao governo federal.

Em declarações ao jornal “Passauer Neue Presse”, Gerald Gass sublinhou não ver, para já, a necessidade de construir hospitais de emergência, acreditando existirem infraestruturas suficientes.

Desde segunda-feira, vigora, na Alemanha, um confinamento parcial, com algumas regras mais apertadas em várias cidades ou distritos que registam números mais elevados de incidência de novos casos.

Em Düsseldorf, capital da Renânia do Norte-Vestefália, região mais populosa do país, a multa para quem não usar máscara de proteção pode chegar aos 25.000 euros. Segundo o novo decreto, publicado terça-feira à noite, é obrigatório o uso de máscara em todos os locais da cidade, exceto em cemitérios, florestas e parques.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,2 milhões de mortos e mais de 46,9 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

/ CE