É, provavelmente, a foto mais representativa das explosões no porto de Beirute, no Líbano.

Hoda Kinno, de 11 anos, é levada ao colo pelo seu tio, logo a seguir à explosão. A menina síria sofreu vários ferimentos, mas o maior de todos foi a perda da sua irmã, Sedra, de 15 anos, na explosão.

Em agosto, duas explosões sucessivas de materiais armazenados no porto de Beirute causaram mais de uma centena de mortos e mais de 4.000 feridos. Cerca de 300.000 pessoas ficaram sem casa. 

Uma tragédia que esta menina síria não esperava viver na busca pela paz. A sua família era originária da histórica cidade de Aleppo, também ela destruída, mas pela guerra civil.

Na galeria associada a este artigo está uma seleção das melhores fotos de 2020 para a agência noticiosa Associated Press.

Catarina Machado