O incêndio que consumiu a histórica Catedral de Notre-Dame, em Paris, causou danos de valor incalculável.

Imagens do interior desta catedral gótica, com 850 anos, mostram a destruição causada pelas chamas. 

Ainda que a edificação principal tenha sido "salva e preservada", como confirmou o presidente francês, Emmanuel Macron, a estrutura superior desabou e restou apenas um terço do telhado. O pináculo ruiu.

As autoridades confirmaram que alguns vitrais sofreram danos, mas a rosácea, um vitral caraterístico da arquitetura gótica, que fica do lado norte, permaneceu intacta. 

O transepto do lado norte, porém, acabou por colapsar.

Imagens do interior mostram ainda que uma pequena parte da abóboda também ruiu.

 

 

O fogo, que começou na segunda-feira, pelas 18:50 (17:50 em Lisboa), só foi completamente extinto na manhã desta terça-feira. Os trabalhos de combate às chamas duraram cerca de nove horas.

As causas do incêndio ainda não são conhecidas, mas tudo indica que estejam ligadas às obras de reconstrução que estavam em curso e o Ministério Público francês já abriu uma investigação. 

Bombeiros e autoridades estão no local a avaliar os danos à estrutura daquele que é o monumento mais visitado da Europa, com uma média de 13 milhões de pessoas por ano.

A Catedral de Notre-Dame sobreviveu à Segunda Guerra Mundial, ao contrário de outras que foram bombardeadas durante o conflito, mas esta segunda-feira não resistiu às chamas. Imagens do "antes" e do "depois" do incêndio mostram o nível de destruição das chamas.