Um espanhol foi detido esta quarta-feira de madrugada, em Ceuta, como suspeito de integrar o grupo extremista Estado Islâmico e constituir uma peça essencial no aparelho de recrutamento do movimento, disse fonte oficial.

Em comunicado citado pela agência Efe, o Ministério espanhol do Interior indicou que o homem, de 29 anos, fazia parte de uma rede salafista "jihadista" estabelecida no bairro de El Príncipe.

Aquela rede tinha sido desarticulada parcialmente em novembro último, com a detenção de quatro responsáveis, acrescentou.