"Surdez parcial" e "zumbidos" no ouvido esquerdo obrigaram o primeiro-ministro belga a cancelar a agenda esta terça-feira de manhã, em consequência do estampido do tiro de partida dado pela princesa Astrid, numa corrida realizada em Bruxelas no domingo.

A irmã do rei belga, Philippe, foi quem teve a honra de disparar para assinalar a partida. Ergueu a mão direita e disparou tanta convicção, quanto o susto que o primeiro-ministro apanhou. Basta ver o vídeo anexo a esta notícia.

Charles Michel aproveitou a sua conta no Twitter para publicar algumas fotografias suas, bem disposto, com concorrentes, desejando-lhes "boa sorte". O que terá ocorrido provavelmente antes do fatídico tiro de partida.

Consequência do tiro que lhe encheu os tímpanos, o chefe do governo foi afetado por uma "surdez parcial" e "um zumbido" devido ao acidente. E segundo revelou um porta-voz, viu-se obrigado "a um exame profundo de manhã".

A partir do meio-dia, continuará com a sua agenda política com toda a normalidade", de acordo com o porta-voz.

De manhã, Charles Michel acabou por falhar uma sessão parlamentar onde seria avaliado um programa de investimentos no país. À tarde, a agenda não foi revelada pelo porta-voz, sendo de esperar, caso melhore, que o primeiro-ministro seja todo ouvidos para os problemas da Bélgica.