A notícia da violação é de 27 de março, mas a primeira detenção ocorreu apenas no sábado. A polícia de Chicado informou que deteve um rapaz de 14 anos depois de agredir sexualmente uma menina de 15 anos, em direto, no Facebook. O crime aconteceu na cidade norte-americana de Chicago.

A violação foi filmada e vista em direto por cerca de 40 pessoas naquela rede social. Nenhuma delas fez qualquer denúncia às autoridades e isso torna toda a situação ainda mais perturbadora.

O porta-voz da polícia de Chicago, Anthony Guglielmi, já indicou que são esperadas mais detenções à medida que decorre a investigação.

Segundo o tweet do agente, haverá este domingo uma conferência de imprensa sobre o assunto. À Associated Press, o polícia indicou que o vídeo da violação mostra a jovem com seis homens/rapazes. 

O Facebook só retirou o vídeo em causa quando os investigadores contactaram a empresa. Em comunicado, a empresa afirma que "este é um crime hediondo e não permitimos este tipo de conteúdo no Facebook". "Levamos muito a sério a nossa responsabilidade para manter as pessoas seguras e vamos remover vídeos que retratam violência sexual e são partilhados para glorificar a violência".

Nos últimos anos, têm sido noticiados vários casos de abusos através das redes sociais.