Uma mulher natural de Taiwan cancelou há cerca de duas semanas a viagem que ia fazer até Wuhan, a cidade chinesa onde começou o surto de coronavírus, depois de a cadela lhe roer o passaporte. 

A histórias foi partilhda pela própria nas redes sociais.  A 13 de janeiro, numa primeira publicação, a dona de Kimi mostrava imagens do passaporte destruído, roído pela cadela.

Encontrei esta cena quando voltei à sala", escrevia a mulher.

Mas, ontem, o discurso já era diferente. Numa nova publicação na rede social, a dona de Kimi agradece-lhe por tê-la protegido ao impedir que se deslocasse até Wuhan. "Tão sortuda por te ter na minha vida", escreveu.

 

Esta segunda-feira, o número de mortos devido ao coronavírus subiu para 80, após 24 novos óbitos registados na província de Hubei, onde fica a cidade de Wuhan, para onde a mulher ia viajar. 

 
/ PC