Arrancou a grande “semana dourada” na China e as comemorações estendem-se um pouco por todos os países. As comemorações do Ano Novo Chinês, que se celebra esta terça-feira, vão durar até domingo.

Esta é a semana em que se saúdam os 12 animais do zodíaco chinês, este ano regido pelo porco, com balões encarnados e dourados e estandartes pendurados em edifícios e pelas ruas com a figura daquele animal.

O primeiro dia do Novo Ano Lunar, o Ano Novo Chinês, conhecido também como a Festa da Primavera, marca também o período em que decorre na China aquela que é já chamada a maior migração mundial, prevendo-se três mil milhões de viagens, entre 21 de janeiro e 1 de março, com os chineses a rumarem à terra natal para a principal festa familiar no país, que muitos comparam ao natal que se celebra nos países ocidentais.

Mas há mais factos a conhecer sobre esta celebração secular chinesa que, na verdade, não é só chinesa.

Na verdade, não se chama Ano Novo Chinês

Na China, os locais chamam à época Festa da Primavera ou Ano Novo Lunar, por ser definido pelo calendário lunar. Por outro lado, não é uma tradição exclusivamente chinesa. O Vietnam e outros países celebram-na.

Transportes públicos são caóticos

Tendo em conta o significado especial destas comemorações, muitos regressam a casa por esta altura, fazendo do trânsito um autêntico caos. Os transportes públicos também enchem como não acontece noutra altura do ano.

Superstições

Há, nas várias culturas, superstições e crenças que podem surpreender que não as pratica. Neste caso, o Ano Novo Lunar pede que não se tome banho, não se lave a roupe nem se limpe a casa. O lixo não se leva aos contentores enquanto não acabarem as celebrações. Porquê? Acreditam que é limpar e mandar fora a sorte.

Palavras proibidas

Neste período, nenhum chinês pode comprar calçado e a razão é linguística. É que a palavra sapato (haai) tem o som de suspirar e perder em cantonês. Por outro lado, o caracter para sorte (fu), virado ao contrário significa chegada (dao), o que faz com que muitos o ponham à porta para receberem a bonança no novo ano.

Foguetes são para assustar os monstros

Os foguetes surgiram não para embelezar os céus de cor e efeitos luminosos, mas para atacar os monstros que apareciam dos sítios mais sombrios durante o ano novo para assustar, especialmente crianças. Como o ponto fraco do Nian são os ouvidos, os foguetes mantêm-no longe.

Roupa interior da sorte

O encarnado está associado à sorte e à prosperidade, mas é em muitos casos usado para efeitos de proteção, o que justifica a quantidade de balões e adereços dessa cor. Além disso, o Nian tem medo do encarnado e é também por isso que se enfeitam as cidades. Curiosamente, em cantonês, a palavra para cuecas soa ao mesmo que sorte, portanto, roupa interior encarnada reúne as condições de segurança ideais.

Há um género cinematográfico próprio

Esta celebração reveste-se de tamanha importância que chega à sétima arte. Há um género cinematográfico próprio chamado Hesuipian, como homenagem ao Ano Novo Lunar.

Pode arrendar-se um namorado

Este é provavelmente o facto mais curioso das celebrações. Para os solteiros, festejar o ano novo pode ser aborrecido, nomeadamente para as mulheres. Por isso, vários sites chineses, diz a CNN, estão a oferecer um serviço de aluguer de parceiros para passar estes dias. O objetivo é que as famílias não façam perguntas “chatas” àqueles que não têm relacionamentos.