Dois grupos de deputados do Parlamento de Hong Kong envolveram-se numa luta física, por causa de uma proposta de uma lei que, se for aprovada, permite que um cidadão possa ser extraditado para a China continental e julgado de acordo com a legislação local e não a da região administrativa especial chinesa.

Os representantes de um partido pró-democracia enfrentaram grupo leal à administração chinesa, numa troca de empurrões e insultos, tão violentos que um dos deputados, Gary Fan, chegou mesmo a ser hospitalizado, de acordo com a BBC. Um deputado “pró-Pequim” afirmou, segundo o jornal britânico, que este foi “um dia triste para Hong Kong”.

Em imagens divulgadas pela Reuters, é possível ver que alguns dos deputados subiram para cima das mesas do parlamento durante o confronto.

Esta proposta tem sido muito contestada, uma vez que a oposição em Hong Kong garante que pode pôr em causa a autonomia do código penal do território face à administração chinesa. Contudo, as autoridades garantem que a mudança é necessária para extraditar um suspeito de homicídio para Taiwan.

Susana Laires