A justiça chinesa iniciou esta sexta-feira um processo contra o dirigente caído em desgraça Bo Xilai, que foi privado da imunidade parlamentar de que ainda gozava.

A agência oficial chinesa Xinhua anunciou que «a instrução do processo está em curso», citando um comunicado do gabinete do Procurador Popular Supremo, refere a Lusa.

Bo Xilai, ex-membro do gabinete político do Partido Comunista Chinês (PCC) e líder do partido na cidade de Chongqing, uma grande metrópole do sudoeste da China, enfrenta acusações de «corrupção em grande escala» e «abuso de poder».