Um restaurante na China foi forçado a pedir publicamente desculpa por ter encorajado os clientes a pesarem-se e a pedirem de acordo com os quilos que registam na balança.

A política foi introduzida depois de o governo chinês ter lançado uma campanha contra o desperdício de alimentos.

O restaurante de carne na cidade de Changsha colocou duas balanças à entrada do estabelecimento e pediu aos clientes para inserirem numa aplicação o seu peso atual. A aplicação, posteriormente, revelava o menu que melhor se adaptaria ao peso do cliente.

Sinais como "seja económico e diligente, promova pratos vazios" e "operação prato vazio" foram afixados junto ao estabelecimento.

A medida não vista com bons olhos e causou grande revolta nas redes sociais chinesas, com hashtags negativas sobre o restaurante a serem visualizadas mais de 300 milhões de vezes na plataforma Weibo.

Perante o desagrado, o restaurante disse estar “profundamente arrependido” pela sua interpretação da campanha nacional contra o desperdício alimentar.

A nossa intenção original era defender o fim do desperdício e o pedido de alimentos de maneira saudável. Nunca forçámos os clientes a se pesarem”, disse em comunicado o restaurante.

O presidente Xi Jinping deu início à campanha nesta semana, descrevendo os níveis de desperdício alimentar na China de "chocantes e angustiantes".

Após a mensagem de Xi, a Wuhan Catering Industry Association pediu aos restaurantes da cidade que limitassem o número de pratos servidos aos clientes - implementando um sistema em que os grupos têm de pedir um número de pratos menor do que o número de clientes.