«Dos 37 bebés resgatados, quase nenhum era saudável. Todos sofriam de qualquer tipo de doença. Eles deixavam os bebés comerem massa», contou Hou Jun, um agente da polícia local.


«Naquela altura, o rosto do bebé já estava a ficar roxo, se não tivéssemos procurado nos cobertores, o bebé já teria morrido», afirmou Liu Yang, um dos investigadores.





«Reparamos que têm havido desenvolvimentos a nível de métodos utilizados para o tráfico de crianças», afirmou Chen Shiqu, diretor do escritório anti tráfico do Ministério da Segurança Pública, em declarações à CCTV.

«Por exemplo, alguns gangs criminosos enviavam grávidas prestes a dar à luz de transportes públicos para outra cidade. Depois das mulheres darem à luz os bebés eram vendidos», acrescentou Chen.