A cimeira dos 70 anos da NATO está envolta em polémica.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que várias vezes classificou a aliança como obsoleta, considera que o presidente francês, Emmanuel Macron, fez uma declaração muito insultuosa quando disse que a NATO estava em morte cerebral.

No encontro entre os dois líderes, Macron manteve o que disse e criticou fortemente a Turquia que, além de comprar mísseis russos, ameaça bloquear decisões na cimeira, se os aliados não classificarem como terroristas os curdos.

O presidente francês saiu sem grandes esclarecimentos da reunião que teve depois em Downing Street com Boris Johnson, Angela Merkel e o próprio presidente Erdogan.

A sessão plenária da cimeira acontece só esta quarta-feira, mas esta terça-feira à noite, Trump, Macron e todos os outros líderes nacionais da NATO foram participar numa receção oferecida pela Rainha Isabel II no Palácio de Buckingham.