Centenas de manifestantes concentraram-se este domingo no Grant Park de Chicago, nos Estados Unidos, horas antes do início da 25ª cimeira da NATO. Uma cimeira em que representantes de 60 países se vão encontrar durante dois dias para falar do futuro do Afeganistão.



De acordo com a Reuters, desde as primeiras horas da manhã, veteranos de guerra e membros do movimento de indignados «Ocuppy Wall Street», que se mobilizou em Nova Iorque em Setembro de 2011, começaram a juntar-se no Grant Park, perto do lago Michigan, com cartazes nos quais se liam mensagens contra a NATO e a guerra.



«Apoiamos atos de consciência, mas não pagamos impostos para a guerra», «Não gostas da guerra, não pagues por ela, os nossos impostos estão a armar o mundo», diziam alguns dos cartazes.



Prevê-se que o músico e ativista Tom Morello atue com a Petrillo Band no auditório ao ar livre do parque, antes do início de uma manifestação na qual se espera que milhares de pessoas desfilem até ao centro de convenções McCorkmick Place, onde terá início a cimeira.



O grupo Anonymous indicou, através da conta que tem no Twitter que bloqueou as páginas da Internet da câmara municipal e da polícia de Chicago.



A cidade está rodeada de um forte dispositivo de segurança. Estima-se que haja cerca de dois mil agentes disponíveis para garantir a ordem na cidade, a terceira maior do país em termos de população, e impedir distúrbios.
Redação / AR