Uma mulher do exército dos EUA perdeu a orelha esquerda depois de ter tido um acidente grave há cerca de dois anos. Agora, vai poder ter a uma nova orelha graças a um procedimento estético fora do comum, feita no Centro Médico do Exército William Beaumont, em El Paso, no Texas. 

Após o acidente, Shamika Burrage não queria viver com uma prótese. Por isso, procurou outras alternativas, nomeadamente cirugias estéticas. O que ela não estava à espera era que os médicos lhe propusessem fazer crescer uma orelha no seu antebraço, antes de transplantá-la para a cabeça. 

Eu não queria fazer [a reconstrução], mas pensei melhor e cheguei à conclusão de que poderia ser uma coisa boa", referiu Shamika, na página oficial do exército

A técnica é designada de "retalho livre de antebraços" e consiste em cultivar uma nova orelha, na pele do antebraço, com cartilagens recolhidas das costelas. Uma das principais vantagens apontadas pelos especialistas é que este método permite a formação de novos vasos sanguíneos. 

A orelha vai ter artérias frescas, veias frescas e até mesmo um nervo fresco para que ela possa sentir", referiu o chefe de cirugia plástica e reconstrutiva, Owen Johnson III. 

Shamika ainda tem duas cirugias pela frente, mas sente-se otimista em relação ao futuro. Como a parte auditiva não foi afetada, resta-lhe realizar o transplante final para que o processo de reabilitação fique completo.