A modelo e ex-Mrs. Mundo Caroline Jurie foi detida pela polícia do Sri Lanka depois de, alegadamente, ter provocado ferimentos à vencedora do concurso de beleza Mrs. Sri Lanka 2020, Pushpika De Silva. A mulher foi depois libertada sob fiança.

No domingo, Caroline Jurie subiu ao palco e retirou a coroa à força à vencedora depois de ser anunciada a vitória, alegando que ela não poderia ter a coroa porque era divorciada. O concurso de Mrs. Mundo é semelhante ao de Miss Mundo mas destina-se a mulheres casadas.

Há uma regra que impede a vitória de mulheres que já tenham sido casadas e sejam divorciadas, então eu estou a tomar medidas para que a coroa vá para a pessoa que ficou em segundo lugar. Assim as regras do concurso estão a ser violadas", explicou Caroline Jurie ao microfone.

O porta-voz da polícia Ajith Rohana disse que a polícia recebeu uma queixa de De Silva, alegando que tinha sofrido ferimentos quando a coroa lhe foi retirada. A participante chegou mesmo a ser assistida no hospital.

Caroline Jurie, que venceu o concurso em 2019, e uma outra modelo, Chula Padmendra, foram presas na quinta-feira sob a acusação de “ferimento simples e força criminosa” e, posteriormente, foram libertadas sob fiança.

As duas mulheres devem comparecer ao tribunal a 19 de abril.

Pushpika  De Silva negou entretanto ser divorciada: “Estar separado é uma coisa, o divórcio é outra coisa. Ainda sou uma mulher casada”, escreveu na sua página de Facebook. O júri do concurso concordou em atribuir-lhe a coroa.

Redação