Já foram presos pelos menos 155 civis, na Venezuela, desde o início da onda de protestos contra o governo de Nicolas Maduro. A decisão foi tomada pela ordem de tribunais militares, segundo a organização Forúm Penal Venezuelano (FPV)

Segundo FPV, os 260 julgamentos em tribunal militar vão contra a Constituição do país que defende apenas soldados possam ser presentes a este tipo de julgamento.

Destes julgamentos, 155 ficaram privados de liberdade, ao serem enviados para a prisão.

Na terça-feira, o Observatório Venezuelano de Conflituosidade Social divulgou que, entre 1 de abril e 7 de maio, pelo menos 44 pessoas morreram na sequência dos protestos.