Defensores de reformas democráticas em Hong Kong e apoiantes do governo central chinês entraram hoje em confronto num centro comercial do território semi-autónomo da China no 15.º fim de semana de protestos, foi hoje anunciado.

Este sábado à tarde, a polícia anti-motins foi chamada à zona residencial da Baía de Kowloon, onde centenas de apoiantes pró-Pequim com bandeiras vermelhas, a cantaram o hino chinês e a gritarem slogans se envolveram em confrontos num centro comercial com manifestantes anti-governamentais.

Durante os incidentes, a polícia deteve vários jovens.

Um residente local disse aos jornalistas que o filho, que não estava vestido de preto, a cor característica dos manifestantes anti-governamentais, foi preso sem razão aparente.

Na cidade de Tin Shui Wai, próxima da fronteira chinesa, centenas de manifestantes desafiaram a proibição policial e saíram às ruas para protestar.