Connie Culp foi a primeira pessoas a receber um transplante facial nos Estados Unidos. Morreu quinta-feira e tinha 57 anos. A informação foi avançada pela Clínica de Cleveland, nas redes sociais, responsável pela intervenção cirurgíca. No entanto, não foi avançada a causa da morte.

 

 

Connie Culp ficou com o rosto desfigurado após ser atingida com um tiro de espingarda em 2004.

O transplante facial aconteceu em 2008.

No post divulgado nas redes sociais, o responsável pela intervenção descreve Connie como "uma mulher incrivelmente corajosa e vibrante. Uma inspiração para todos".

Diz ainda que ela foi "uma grande pioneira" por ter aceite se submeter a este "procedimento" cirurgíco. A intervenção demorou 22 horas, após ter esperado quatro anos por uma dadora compatível. Foi realizada uma reconstrução de 80% do rosto.

 

Patrícia Pires