O Conselho Europeu, reunido até sexta-feira numa cimeira em Bruxelas, apelou esta quinta-feira aos Estados-membros para que se preparem “para todo o tipo de cenários, incluindo o de ‘no-deal’” relativamente às negociações com o Reino Unido.

Nas conclusões adotadas durante a cimeira relativamente ao ‘Brexit’, publicadas enquanto a reunião ainda decorre, o Conselho Europeu “apela aos Estados-membros, instituições europeias e todos os intervenientes, para aumentarem a preparação a todos os níveis e para todos os tipos de cenários, incluindo o de ‘no-deal’ [cenário em que a UE e o Reino Unido não chegariam a um acordo comercial pós-‘Brexit’]”.

O documento, publicado na rede social Twitter pelo porta-voz do Conselho, refere também que os líderes dos 27 “notam com preocupação que não houve progresso suficiente nos temas centrais para a UE para que um acordo possa ser alcançado”.

Convidando o negociador da UE para o ‘Brexit’, Michel Barnier, a “prosseguir as negociações nas próximas semanas”, os chefes de Estado apelam também ao Reino Unido para que “faça as movimentações necessárias para que um acordo seja possível”.

O Conselho Europeu volta a afirmar a determinação da UE em manter uma parceria tão próxima quanto possível com o Reino Unido", referem as conclusões.

O documento publicado sublinha ainda que “o Conselho Europeu relembra que o acordo de saída, assim como os seus protocolos, tem de ser totalmente implementado”, em referência a uma proposta de lei britânica que prevê a violação do acordo de saída.

As negociações entre o Reino Unido e a UE encontram-se na reta final, sendo que o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, tinha estipulado que hoje, dia 15 de outubro, era a data limite para se chegar a acordo.

Os líderes dos 27 encontram-se reunidos numa cimeira de dois dias que, além do ‘Brexit’, debaterá a situação pandémica na Europa, metas climáticas e a relação da UE com África.

/ CE