A conta pessoal do Twitter do primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, foi pirateada esta manhã, com várias mensagens a pedir doações de criptomoedas para um fundo da covid-19.

"Peço a todos vós que doem generosamente ao Fundo de Auxílio do Primeiro-Ministro para a Covid-19", lê-se numa mensagem na conta de Modi, ligada ao seu website e aplicação móvel, seguida de um endereço para pagamento.

O hacker identificou-se numa segunda mensagem como John Wick, uma personagem fictícia de um filme com o ator Keanu Reeves.

Um porta-voz do Twitter confirmou à agência de notícias espanhola Efe o ataque, embora, de momento, pareça ser um caso isolado.

"Estamos conscientes desta atividade e tomámos medidas para garantir a segurança da conta comprometida. Estamos a investigar ativamente a situação", disse o porta-voz daquela rede social.

As mensagens foram partilhadas nas primeiras horas da manhã, mas já foram retiradas do perfil do primeiro-ministro indiano, que tem 2,5 milhões de seguidores.

A conta principal de Modi tem mais de 60 milhões de seguidores.

/ LF