Pelo menos 26 pessoas morreram e 25 ficaram feridas num ataque que teve como alvo um grupo de cristãos coptas, que viajava de autocarro, em Minya, no Egito, esta sexta-feira, informaram as autoridades.

As agências internacionais relatam que um homem armado disparou contra os passageiros do autocarro. Entretanto, o ministério do Interior do país indicou que o ataque foi perpetrado por um grupo de homens não identificados, que seguiam em três veículos.

O presidente egípcio, Abdel Fattah Al-Sisi, convocou uma reunião das autoridades de segurança 

Não é a primeira vez que os coptas são alvo de ataques no Egito, nomeadamente contra as igrejas.

Em abril, no dia 9, o Estado Islâmico reivindicou um duplo atentado. Os dois ataques, um em Tanta e outro em Alexandria, fizeram pelo menos 37 mortos e mais de 100 feridos.

De recordar que o Papa Francisco esteve no país no final de abril, onde decidiu ir apesar do risco que ainda se verificam no país.