A FAO pediu esta sexta-feira uma intervenção «de grande envergadura» para fazer face à tragédia alimentar que assola o Corno de África, dois dias após o estado de fome ter sido declarado em mais três regiões do sul da Somália.

Em comunicado citado pela Lusa, a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação alerta que a crise alimentar que atinge a Somália, sobretudo o sul, ameaça alastra-se e afectar toda a região meridional daquele país, onde já se vive uma «situação de emergência humanitária que já vitimou milhares de pessoas».

«A fome alastrar-se-á a todas as regiões do sul [da Somália] nas próximas quatro a seis semanas e, provavelmente, durará até Dezembro de 2011», alerta a FAO.
Redação / CP