Foi detetada a presença de anticorpos contra a covid-19 num recém-nascido no Hospital Universitário San Jorge de Huesca, em Espanha, durante a realização de um teste serológico.

Segundo o município de Aragão, o bebé nasceu na sexta-feira e realizou o teste PCR por suspeitas da família de que a criança pudesse estar infetada com o novo coronavírus.

Após o prazo de 48 horas, a criança não só testou negativo, como o porta-voz do hospital espanhol anunciou que o bebé nasceu com anticorpos contra o novo coronavírus.

A criança ter nascido com anticorpos contra doença é um facto muito anormal e deixou-nos a todos surpresos”, afirmou o porta-voz do hospital de Huesca.

De acordo com a CNN, que consultou a nota da assessoria do hospital espanhol, a mãe do bebé tinha testado positivo ao dar entrada na maternidade.

No domingo, o governo de Espanha aprovou o estado de emergência sanitária, que permitirá a instauração do recolher obrigatório em todo o país para travar o aumento de casos do novo coronavírus.

O estado de alerta - nome exato deste regime de exceção que corresponde a um estado de emergência sanitária – terá uma duração de seis meses e será acompanhado de um recolher obrigatório em todo o país com exceção das ilhas Canárias, indicou Pedro Sánchez.

O chefe do governo espanhol precisou que o recolher obrigatório decorrerá entre as 23:00 e as 06:00, podendo as regiões avançar ou atrasar uma hora em função das características locais.