Uma bebé de três meses, diagnosticada com o novo coronavírus, morreu na passada sexta-feira na região do Ceará, no Brasil.

A bebé tinha sido hospitalizada a 30 de março com dificuldades respiratórias e morreu na sequência de complicações como bronquiolite e pneumonia. 

De acordo com a secretária de Saúde de Iguatu, a menina foi confirmada como caso positivo de Covid-19 no dia do óbito.

A menina, que tinha nascido com problemas nos rins, começou por apresentar sintomas semelhantes a uma gripe no dia 5 de Março. Segundo a BBC, depois de ter sido atendida no centro de saúde, a bebé voltou para casa com a recomendação de anti-histamínicos e vitaminas.

Os pais da menina contaram aos jornalistas que não suspeitaram que se tratasse de Covid-19 porque a bebé tinha problemas de saúde desde o nascimento quando foi diagnosticada com Síndrome de Bartter, uma alteração nos rins que afeta a taxa de potássio no sangue. 

Dias mais tarde, a 30 de março, as dificuldades da bebé para respirar aumentaram e os pais levaram-na novamente ao centro de saúde. De lá, foi encaminhada para o hospital, onde acabou por morrer.

Depois de a entubarem, teve três paragem cardíacas e saiu uma secreção como se fosse sangue”, lembrou uma familiar à BBC.

Depois do óbito, o pai da menina contou que foram divulgadas fotos da bebé em páginas da internet, que geraram desconforto, principalmente para as irmãs da criança.

Nós estamos a sofrer muito, isto é uma falta de ética. Há uma foto minha e uma foto da minha minha filha nas redes sociais, é muito constrangedor”, explicou. 

O novo coronavírus, responsável pela pandemia de Covid-19, já infetou mais de 1,3 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 73 mil.

Dos casos de infeção, cerca de 250 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

/ RL