O secretário-geral adjunto da ONU para as Operações de Paz, Jean-Pierre Lacroix, anunciou esta terça-feira que testou positivo para a covid-19 e que está a cumprir isolamento em Lisboa, após viagem à República Centro-Africana.

Quero informar que testei positivo para covid-19. Estou assintomático e isolado em Lisboa, trabalho remotamente”, escreveu Lacroix na sua conta da rede social Twitter.

Depois de uma viagem ao Sudão e à República Centro-Africana, Jean-Pierre Lacroix deslocou-se a Lisboa para uma conferência, na sexta-feira, sobre paz e segurança, tendo agora interrompido um périplo que ainda o levaria à República Democrática do Congo.

O francês Lacroix é responsável por cerca de 100.000 soldados da paz destacados em cerca de 15 operações de paz em todo o mundo.

Desde a primavera, vários chefes de agências da ONU já testaram positivo para o novo coronavírus, sendo Jean-Pierre Lacroix o primeiro alto responsável da sede da ONU a relatar a sua contaminação.

Em Nova Iorque, os funcionários da organização estão, maioritariamente, em teletrabalho e as visitas ao estrangeiro foram recentemente retomadas, para complementarem as “viagens virtuais”, como a que foi organizada recentemente à Colômbia pela vice-secretária-geral da ONU, Amina Mohammed, atualmente na África ocidental.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 1.263.890 mortos em mais de 50,9 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 3.021 pessoas dos 187.237 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

/ RL