O Brasil ultrapassou esta quarta-feira, pela primeira vez, a barreira das duas mil mortes diárias devido à covid-19 (2.286), um novo recorde pelo segundo dia consecutivo, informou o Ministério da Saúde brasileiro.

Com o número de óbitos esta quarta-feira registado, o país sul-americano totaliza 270.656 vítimas mortais, sendo a segunda nação em todo o mundo com mais mortes pelo novo coronavírus, apenas atrás dos Estados Unidos.

Além disso, o Brasil contabilizou ainda 79.876 novos casos de infeção, o terceiro dia com mais diagnósticos positivos desde que a covid-19 chegou ao país, em fevereiro do ano passado, segundo o último boletim epidemiológico da tutela da Saúde.

No total, a nação sul-americana, com 212 milhões de habitantes, concentra agora 11.202.305 casos de infeção pelo SARS-CoV-2, naquele que é o período mais critico da pandemia no Brasil.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.611.162 mortos no mundo, resultantes de mais de 117,5 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.