Rosa e Giorgino nunca tinham estado tanto tempo separados, nos 52 anos que já contam de casamento. Agora, vírus obrigou-os a estarem um mês inteiro sem se verem e muito menos sem se poderem tocar. 

Infetados, os dois idosos estiveram internados num hospital em Cremona, na Lombardia, em quartos separados. Depois de ultrapassada a fase mais crítica da doença, os médios decidiram fazer uma surpresa a Giorgino e levar até ele a sua Rosa. 

O reencontro foi emocionante, registado e publicado no Facebook da Autoridade Sanitária de Cremona. 

Giorgino é daquelas pessoas de quem é impossível não gostar. Nunca se lamenta e agradece sempre. A dada altura, confessou-nos a tristeza de ainda não ter podido voltar a casa, para perto da mulher”, contou Manuela Denti, médica no hospital, em declarações ao site Cremona Oggi. 

O abraço mostra a cumplicidade entre os dois. Uma cumplicidade de mais de 50 anos, que a separação de um mês não abalou. 

Foi um daqueles momentos que não se esquecem. Nenhum de nós conseguiu conter as lágrimas. Abraçaram-se muito, trocaram palavras doces, foram dez minutos de ternura e de preocupação um com o outro”, contou a médica Manuela Denti.

Catarina Cardoso