A Europa ultrapassou um milhão de mortes relacionadas com o novo coronavírus, indica uma contabilização feita pela agência Reuters e publicada esta sexta-feira.

Desde o início da pandemia, pelo menos 37,221,978 infeções foram registadas e o número de mortos fixa-se neste momento nos 1,000,062.

A região europeia, que inclui 51 países, concentra cerca de 35.5% de todas as mortes causadas pela covid-19 e 30.5% de todos os casos de infeção no mundo. A região inclui a Rússia, o Reino Unido e os 27 países da União Europeia.

A Europa administra cerca de 12 doses por 100 habitantes, um valor abaixo do registado nos Estados Unidos, que é responsável por 34 inoculações por cada 100 habitantes, de acordo com dados da Our World in Data. 

Israel continua a liderar o mundo na vacinação contra a covid-19, com cerca de 110 doses por cada 100 habitantes.

Num momento em que os países da União Europeia registam um número cumulativo de mortes acima dos 550 mil e com menos de um décimo da população vacinada, presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen admite que a situação está a piorar.

"Conseguimos observar o nascimento de uma terceira vaga nos estados-membros. Sabemos que é necessário aumentar o ritmo de vacinação", disse Von der Leyen.