França registou 987 mortos devido à pandemia de Covid-19 em apenas um dia. 

De acordo com o balanço divulgado pelas autoridades, esta sexta-feira, o número total de mortos desde o início da pandemia já ultrapassa os 13.000.

Dos 987 mortos registados nas últimas 24 horas, 554 foram contabilizados em hospitais, enquanto 433 foram contabilizados em lares e noutras instituições.

O número de infeções desde o início da pandemia é de agora 90.767. 

O diretor-geral da Saúde, Jérôme Salomon, disse que entre os mortos registados está uma criança com menos de dez anos, que se encontrava internada nos cuidados intensivos, na região de Paris.

As causas da morte parecem múltiplas, mesmo sabendo-se que houve uma infeção pela Covid-19 diagnosticada", detalhou o diretor-geral da Saúde.

Até agora, a morte da vítima mais jovem devido à Covid-19 registada em França era a de uma rapariga de 16 anos.

Perante o boletim desta sexta-feira, Jérôme Salomon destacou a diminuição de pessoas internadas nos cuidados intensivos, pelo segundo dia consecutivo, com um total de 7.004 doentes, menos 62 do que na quinta-feira, o que classificou de “um enfraquecimento tímido", com "um pálido raio de sol".

Um planalto muito alto parece estar a começar, com uma epidemia ainda muito dinâmica, sempre muito heterogénea de acordo com as regiões, com muitas admissões, é por isso que devemos permanecer completamente vigilantes e mobilizados", acrescentou

A pandemia de Covid-19 já provocou mais de 100 mil mortos e infetou mais de 1,6 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

A Itália é o país com maior número de mortes (18.849), seguida dos Estados Unidos (17.925), de Espanha (15.843), de França (13.197) e do Reino Unido (8.958).

Em África, há registo de 630 mortos num universo de mais de 12.219 casos em 52 países.

Sofia Santana / atualizada às 20:50