O número de mortes em Itália devido ao novo coronavírus chegou este domingo aos 10.779, um aumento de 756 óbitos nas últimas 24 horas e 5.217 novos infetados, informou hoje a Proteção Civil italiana.

O número total de pessoas que se encontram infetadas é de 73.880, uma vez que já recuperaram da doença 13.030.

Registaram-se 3.851 mais contaminações do que ontem, ao passo que na sexta-feira o aumento havia sido de 3.651.

O número total de contagiados desde 20 de fevereiro (dia em que se detetou o primeiro caso) é de 97.689.

De acordo com a agência espanhola de notícias, a Efe, que cita a conferência de imprensa diária da Proteção Civil, curaram-se 643 pessoas nas últimas 24 horas.

Olhando para a evolução dos contágios, constata-se que a tendência de descida dos últimos dias não se confirmou hoje, mas mantém-se estável e muito dependente do número de testes que são realizados.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 667 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 31.000.

Dos casos de infeção, pelo menos 134.700 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com mais de 363 mil infetados e mais de 22 mil mortos, é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 10.779 mortos em 92.689 casos registados até hoje.

A Espanha é o segundo país com maior número de mortes, registando 6.528, entre 78.797 casos de infeção confirmados até hoje, enquanto os Estados Unidos são o que tem maior número de infetados (mais de 124 mil).

A China, sem contar com os territórios de Hong Kong e Macau, conta com 81.439 casos (mais de 75 mil recuperados) e regista 3.300 mortes. A China anunciou hoje 45 novos casos, dos quais 44 oriundos do exterior, e mais cinco mortes, numa altura em que o país suspendeu temporariamente a entrada no país de cidadãos estrangeiros, incluindo residentes.

Os países mais afetados a seguir a Itália, Espanha e China são o Irão, com 2.640 mortes reportadas (38.309 casos), a França, com 2.314 mortes (37.575 casos) e os Estados Unidos com 2.191 mortes. Na Alemanha existem mais de 50 mil pessoas infetadas e registaram-se 389 vítimas mortais.

O número de mortes causadas pela covid-19 em África subiu para 134 com os casos acumulados a aproximarem-se dos 4.300 casos em 46 países, segundo a mais recente atualização das estatísticas sobre a pandemia.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

/ MM