O chefe do Estado-Maior dos Estados Unidos, Mark Milley, e vários líderes militares do Pentágono estão em quarentena, depois de um oficial de topo estar infetado com covid-19.

De acordo com a Associated Press, que cita o porta-voz do Pentágono, o almirante Charles Ray, número dois da Guarda Costeira, testou positivo ao novo coronavírus na segunda-feira, depois de ter apresentado sintomas ligeiros no fim-de-semana.

Charles Ray esteve no Pentágono na semana passada, para reuniões com outros oficiais militares. Entre as pessoas que compareceram a estas reuniões estavam líderes de vários ramos das Forças Armadas dos Estados Unidos", acrescentou o Pentágono, sem identificar as pessoas com risco de terem sido contaminadas.

O Pentágono avança que, para além dos militares em isolamento, mais nenhuma pessoa que entrou em contacto com Charles Ray, testou positivo para o novo coronavírus.

Nenhum dos seus contactos dentro do Pentágono revelava sintomas e não há, para já, testes positivos a registar", concluiu.

Os Estados Unidos são o país mais afetado pela pandemia de covid-19, tanto em número de mortos como de casos, com um total de 210.196 mortos entre 7.458.982 casos recenseados, segundo o balanço da universidade norte-americana Johns Hopkins. .

Rafaela Laja