A polícia indiana tem recorrido à violência física para punir quem fura a quarentena no país.

Os indianos que forem vistos nas ruas, sem justificação plausível, arriscam-se a levar com paus e bastões e, alguns, são mesmo obrigados pela polícia a fazer agachamentos.

Nas fotografias divulgadas pela Associated Press, é possível ver a polícia a fiscalizar as ruas da cidade indiana de Mumbai, onde foi também decretado um bloqueio, e recorrer a cassetetes como castigo.

Também nas redes socias têm surgido vídeos que revelam vários momentos em que a polícia recorre à violência física.

O primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, decretou na quarta-feira, com apenas quatro horas de antecedência, a quarentena obrigatória durante 21 dias, para limitar a propagação de Covid-19 aos 1.300 milhões de habitantes.

Mesmo antes do anúncio, a confusão sobre as restrições na Índia já era generalizada: os polícias encerraram, de forma agressiva, algumas lojas de alimentos, apesar das orientações do governo indiano as para manter abertas.

De acordo com o The Guardian, os polícias indianos também espancaram jornalistas, acusando-os de violar as regras da quarentena, mesmo que as regras do governo permitam, explicitamente, que os jornalistas trabalhem.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia de covid-19, já infetou perto de 500 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 20.000.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

/ RL