As autoridades de Hong Kong informaram esta segunda-feira que quase meio milhão de pessoas registaram-se para um programa gratuito de testes ao coronavírus, que deverá começar na terça-feira.

Os residentes que se registaram online já fizeram a reserva em 80 de testes localizados em ginásios e centros comunitários , de acordo com o website do Governo.

Hong Kong lançou o programa de massificação de testes gratuitos num esforço para localizar os contágios que têm vindo a aumentar consistentemente, apesar do estrito distanciamento social e outras medidas impostas à cidade densamente povoada de 7,5 milhões de habitantes.

Todos os que desejem ser testados podem fazê-lo sem qualquer custo.

Hong Kong relatou no domingo mais 15 casos e uma morte, elevando o total para 4.801 casos e 88 mortos.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 843 mil mortos e infetou mais de 25 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

/ AM