O Reino Unido registou 202 mortes nas últimas 24 horas, mais 51 do que no dia anterior, o que faz o total subir para 41.481 óbitos durante a pandemia de covid-19, anunciou esta sexta-feira o Ministério da Saúde britânico. 

O número de casos de contágio subiu para 292.950, mais 1.541 do que na véspera. 

Na quinta-feira, o balanço diário do governo tinha dado conta de mais 151 mortes e 1.266 infetados relativamente ao dia anterior. 

Estes números apenas contabilizam as mortes de pacientes cujo diagnóstico com a covid-19 foi confirmado por teste, mas estatísticas que incluem mortes cujas certidões de óbito fazem referência àquela doença estimam que o total ronde já os 50 mil óbitos. 

O instituto de estatísticas britânico ONS estima também que o excesso de mortalidade durante o período da pandemia de covid-19 ronde as 64 mil mortes.

Um grupo de famílias que perderam familiares durante a pandemia no Reino Unido com cerca de 450 membros, escreveu ao primeiro-ministro, Boris Johnson, e ao ministro de Saúde, Matt Hancock, a pedir a realização de um inquérito público para avaliar a forma como o governo britânico geriu a crise.

Matt Fowler, do grupo COVID-19 Bereaved Families for Justice UK, disse à BBC que a morte do pai, aos 56 anos, poderia ter sido evitada "se as coisas fossem tivessem sido feitas de maneira diferente”. 

/ RL