A variante indiana da covid-19 continua a ser o principal problema das autoridades do Reino Unido. Esta quarta-feira o ministro da Saúde anunciou que o país já confirmou 2.967 casos da mutação, considerada muito mais contagiosa e potencialmente mais mortal.

Os números divulgados por Matt Hancock consistem num aumento considerável do número de casos atribuídos à variante indiana, que na segunda-feira eram pouco mais de 2.300. Em dois dias o país viu aumentar em 28% os contágios daquela mutação.

Como resultado deste aumento de casos, as autoridades tentam acelerar a vacinação e a capacidade de testagem em várias cidades do país, como são os casos de Bedford, Burnley ou Leicester.

Na prática estamos a colocar em prática uma maior testagem", disse o ministro.

Em paralelo, o governo britânico tenta também aumentar a vacinação, naquele que é um dos países com o processo mais adiantado em todo o mundo, tendo começado as primeiras vacinações no início de dezembro. Mais de 70% da população recebeu pelo menos uma dose da vacina, e o governo espera abrir em breve a vacinação às pessoas com mais de 35 anos.

O problema relacionado com a variante indiana surge numa altura em que Portugal começa a receber milhares de turistas vindos do Reino Unido. Apesar de haver várias medidas de precaução relacionadas com essas viagens, a propagação daquela mutação pode consistir uma preocupação para as autoridades de saúde portuguesas.

Apesar de a vacinação avançar a bom ritmo, o que se reflete no número de casos e de mortes, muitos setores da sociedade temem que a variante indiana possa causar uma pausa, ou até um retrocesso, no plano de desconfinamento.

O Reino Unido chegou a ter mais de 60 mil casos e mais de mil mortes num só dia, quando esses números andam agora por volta dos dois mil contágios, com o número de óbitos a ser recorrentemente inferior a dez.

Ainda sobre a variante indiana, Matt Hancock revelou que grande parte dos casos foram reportados em pessoas mais jovens, que ainda não tinham sido vacinadas.

António Guimarães