O vice-presidente norte-americano, Mike Pence, foi esta sexta-feira vacinado com uma dose do fármaco criado pela Pfizer/BioNTech contra a covid-19 durante um evento na Casa Branca, transmitido em direto pela televisão e quando os EUA se preparam para autorizar uma segunda vacina.

Pence declarou estar “feliz por ter recebido uma vacina segura e eficaz”.

O vice-presidente dos Estados Unidos, responsável nos últimos meses pelo combate contra a pandemia a partir da Casa Branca, esteva acompanhado por sua mulher Karen e pelo cirurgião geral Jerome Adams, que também se vacinaram.

Pence e a mulher decidiram vacinar-se “em público” para “reforçar a confiança” dos norte-americanos após o início, na segunda-feira, da campanha de vacinação com o produto da Pfizer/BioNTech.

Os Estados Unidos preparam-se para autorizar uma segunda vacina contra a doença.

Um comité de peritos pronunciou-se na quinta-feira a favor da autorização urgente da vacina fabricada pela Moderna, e que sugere uma decisão positiva da Agência norte-americana de medicamentos (FDA).

As primeiras injeções poderão decorrer na próxima semana.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.662.792 mortos resultantes de mais de 74,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (310.792) e também com mais casos de infeção confirmados (mais de 17,2 milhões).

/ AG