Uma mulher escocesa recebeu a vacina contra a covid-19 como presente, no dia em que completou 104 anos. É uma das primeiras residentes em lares do país a ser vacinada.

Cathy Tom está em isolamento há vários meses, sem poder ver a família, e recebeu ontem a primeira de duas doses da vacina da Pfizer, cuja administração começou no Reino Unido a 8 de dezembro.

A primeira-ministra escocesa diz que, ao longo da última semana, mais de 18 mil pessoas já foram vacinadas. Os profissionais de saúde e os funcionários dos lares tiveram prioridade nesta primeira fase.

É um passo tremendamente importante para podermos proteger os grupos de risco”, afirma Nicola Sturgeon, ressalvando, no entanto, que “ainda estamos longe do regresso à normalidade. A covid continua a ser um perigo real e presente”.

Sem filhos, Cathy Tom tem nos sobrinhos os seus entes mais queridos. Um deles, Evonne Watson, lembrou que a idosa já passou por duas guerras mundiais e pela gripe espanhola, enfrentando agora nova pandemia.

João Faria