Segundo o Instituto Nacional de Saúde (ISS), 99% das mortes por covid-19, em Itália, ocorreram entre as pessoas com a vacinação incompleta. As mortes por covid-19 em pessoas vacinadas foram poucas e registaram-se maioritariamente entre os doentes com outras patologias associadas e entre as faixas etárias mais velhas.

De 1 de fevereiro a 21 de julho, registaram-se 423 mortes por covid-19 entre pessoas totalmente vacinadas, representando 1,2% do total de 35.776 mortes pela doença", informou o Instituto num comunicado.

Itália vai começar a pedir certificado de vacinação ou de imunidade contra o coronavírus nos espaços de refeição fechados, nos ginásios, piscinas, museus e cinema. Desde que o governo italiano anunciou esta medida, as marcações nos centros de vacinação aumentaram significamente.

Até ao momento, quase 57% da população italiana com mais de 12 anos de idade está totalmente vacinada.

Os certificados digitais europeus começaram a ser emitidos em Portugal em 16 de junho e entraram em vigor em toda a União Europeia em 1 de julho, com o objetivo de facilitar a livre circulação dos cidadãos nos Estados-membros de forma segura durante a pandemia.

Segundo os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, estes certificados, que incluem um código QR com uma assinatura digital para impedir falsificações, podem ser obtidos através do portal ou da aplicação do SNS24.

Redação / IC