Seis membros da organização do comício de pré-campanha do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que se realiza este sábado na cidade de Tulsa, no estado de Oklahoma, testaram positivo à Covid-19, anunciou fonte da presidência norte-americana.

Segundo o porta-voz da campanha de Donald Trump, Tim Murtaugh, citado pela agência France-Presse, as seis pessoas que testaram positivo foram “imediatamente” postas em quarentena.

Esta situação ocorre no mesmo dia em que Donald Trump realiza um comício de pré-campanha para as eleições presidenciais em Tulsa, no centro-oeste dos Estados Unidos.

Nenhum dos colaboradores que testaram positivo ou qualquer outra pessoa que tenha estado em contacto direto estará presente no comício”, ressalvou o porta-voz, acrescentando que são esperados 20 mil participantes neste evento.

Tim Murtaugh disse ainda que foi medida a temperatura a todos os membros da audiência e distribuídas máscaras e gel desinfetante.

Este é o primeiro comício do presidente republicano depois da interrupção da pré-campanha, no início de março, devido à pandemia da Covid-19, e gerou controvérsia devido à grande concentração de pessoas que é esperada.

Os Estados Unidos registaram mais 705 mortes derivado do surto da Covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com os dados da Universidade Johns Hopkins.

Este é o nono dia consecutivo em que o número diário de mortos se situa abaixo dos 1.000, embora os Estados Unidos continuem a ser o país onde se regista o maior número de óbitos (119.000), num total de 2,2 milhões de casos diagnosticados.

/ SS