O número de mortos por Covid-19 em Itália subiu para 25.549, de acordo com o último balanço da proteção civil.

Nas últimas 24 horas há a registar mais 464 óbitos, uma subida relativamente ao dia anterior.

Foram também registados mais 2.646 contágios, elevando para 189.973 o número total de infetados desde que o surto surgiu no país.

Presentemente, há 106.848 casos ativos, um número que se encontra em queda pelo quarto dia consecutivo.

De assinalar, também, que o número de doentes recuperados - 3.033 - é superior ao de novos casos (2.646, recorde-se), o número diário mais elevado desde o início da crise.

O total de recuperados ascende, agora, a 57.576.

Hospitalizados permanecem 22.871 pacientes, 2.267 nos cuidados intensivos, menos 117 que no anterior balanço.

Pela primeira vez, “os números são particularmente reconfortantes”, disse o chefe da proteção civil, Angelo Borrelli, na conferência de imprensa.

O presidente do Conselho Superior de Saúde, Franco Locatelli, salientou, por seu lado, que o chamado indicador ‘R’, que define o número de contágios por cada pessoa infetada, desceu para valores entre 0,5 e 0,7.

Citado pela agência Ansa, este responsável destacou também que, desde 5 de abril, "com a única exceção de um dia, houve uma redução do número de pacientes admitidos" e, desde 3 de abril, “uma redução constante do número de doentes admitidos todos os dias nos cuidados intensivos".

Itália é o segundo país no mundo com mais mortes registadas, a seguir aos Estados Unidos.

Catarina Machado