O governo belga já anunciou as regras para um Natal em recolher obrigatório, no âmbito da pandemia de covid-19. Contudo, a logística das medidas deixa muito a desejar.

A Bélgica estabeleceu que nas celebrações de Natal o limite de ajuntamento é de quatro convidados, mas só se a casa tiver um jardim ou terraço com acesso à rua, para evitar que as pessoas se concentrem no interior. No entanto, das quatro pessoas, apenas uma tem direito a utilizar a casa de banho

A única pessoa a utilizar a casa de banho deve ser escolhida pelos proprietários da casa e não há troca de comida, todas as regras sanitárias e de distanciamento social têm de ser respeitadas.

Segundo noticia o The Brussels Times, o porta-voz da ministra, Steven Van Gucht, explicou que “se alguém quiser ir à casa de banho, terá de o fazer no seu próprio alojamento”.

Há possibilidade de entrar em casa e parar para falar, comer ou beber alguma coisa. Assim que entrar em casa, o risco de contágio é muito maior porque a circulação de ar não é a mesmo que lá fora”, explicou o porta-voz.

Ao que a TVI apurou, cada agregado tem direito a uma pessoa a ir lá a casa, no interior, sem máscara, e uma pessoa solteira pode convidar duas pessoas.

A Bélgica reabriu na terça-feira as lojas, sobretudo comércio não alimentar, após terem estado fechadas durante um mês.

Já os cabeleireiros, desporto, cultura permanecem encerrados e a previsão é que seja até fevereiro.