As autoridades australianas decretaram hoje o confinamento total da cidade de Sydney, durante duas semanas, para combater um novo surto de covid-19 causado pela variante Delta, considerada mais contagiosa.

Após terem decretado, na sexta-feira, o confinamento de quatro bairros do centro de Sidney, as autoridades decidiram alargar a medida a toda a metrópole, a mais populosa da Austrália, com mais de cinco milhões de habitantes.

A Austrália enfrenta um surto com a variante Delta, detetado na semana passada.

O país, que tem tido sucesso no combate à pandemia, registou nesta semana 80 casos de covid-19, todos relacionados com um motorista que transportava tripulações de companhias aéreas do aeroporto de Sydney para os hotéis de quarentena.

"A variante Delta está a provar ser um inimigo particularmente temível", disse o ministro da Saúde do estado de Nova Gales do Sul, cuja capital é Sydney.

Desde o início da pandemia, a Austrália contabilizou cerca de 30.400 casos de covid-19 e 910 mortos.

Nova Zelândia suspende voos sem restrições com Austrália

A Nova Zelândia suspendeu hoje, por três dias, a "bolha aérea" que permitia voos sem restrições com a Austrália, após o aparecimento de vários surtos de covid-19 neste país, refere a agência France-Presse (AFP).

O ministro da Nova Zelândia responsável pela luta contra a covid-19, Chris Hipkins, anunciou que esta suspensão dará às autoridades tempo para aplicar novas medidas "para tornar a ‘bolha’ mais segura, como a realização de testes antes da partida em todos os voos" entre os dois países.

Dado o alto nível de transmissibilidade do que parece ser a variante Delta e o facto de que agora existem vários focos na Austrália, esta é a medida certa a fazer para manter a covid-19 fora da Nova Zelândia”, adiantou, citado pela AFP.

Hipkins afirmou que compreendia os incómodos causados por esta alteração, ao salientar que a Nova Zelândia continua empenhada em manter sem quarentena as viagens com a Austrália.

A Nova Zelândia já suspendeu a "bolha aérea" cinco vezes com os estados australianos, mas esta é a primeira vez que interrompe as viagens sem quarentena com toda a Austrália.

Os dois países estão entre os melhores do mundo a travar a covid-19.

A Nova Zelândia registou apenas 26 mortes para uma população de cinco milhões, e a Austrália viu menos de 1.000 mortes em 25 milhões de pessoas.

A ‘bolha aérea’ entre os dois países foi lançada em meados de abril, mais de um ano após o encerramento das suas fronteiras internacionais devido à pandemia. Foi apontado como um marco importante no reinício da indústria global de viagens.

/ CM - notícia atualizada às 13:34