Depois de se saber que o presidente dos Estados Unidos tinha testado positivo ao novo coronavírus, foram diversas as reações a nível mundial. Vários líderes já expressaram apoio à família Trump e desejaram rápidas melhoras ao presidente e à sua mulher.

O antigo Presidente dos Estados Unidos Barack Obama enviou na sexta-feira os “melhores votos” de recuperação ao seu sucessor.

Embora estejamos no meio de uma grande luta política e a levemos muito a sério, também queremos enviar os nossos melhores votos ao Presidente dos Estados Unidos e à primeira-dama”, disse o democrata Obama, citado pela agência France-Presse (AFP).

 

A Michelle e eu esperamos que eles, junto com outras pessoas afetadas pela covid-19 em todo o país, recebam os cuidados de que precisam e estejam no caminho de uma recuperação rápida”, acrescentou o antigo chefe de Estado norte-americano durante uma arrecadação de fundos para o candidato democrata às presidenciais, Joe Biden, que decorreu online.

Outro dos líderes a expressar apoio a Trump foi Kim Jong-un, que enviou uma mensagem ao Presidente dos Estados Unidos, desejando-lhe que recupere "o mais rápido possível”.

Segundo a agência KCNA, Kim Jong-un "manifestou a sua solidariedade ao Presidente e à primeira-dama".

 

Ele disse que espera sinceramente que eles recuperem o mais depressa possível. Ele espera que eles superem isto e enviou-lhes saudações calorosas", acrescentou a agência oficial norte-coreana.

Donald Trump e Kim Jong-un encontraram-se por três vezes, a primeira delas durante uma cimeira, em junho de 2018, em Singapura.

Também o Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, desejou uma rápida recuperação ao seu homólogo norte-americano.

Desejo rápida recuperação ao presidente dos EUA, Donald Trump, e à Primeira-Dama, Melania. Com fé em Deus, logo estarão recuperados e o trabalho na condução de seu país e sua campanha de reeleição não serão prejudicados” , escreveu na rede social Facebook Bolsonaro, um confesso admirador do chefe de Estado norte-americano.

 

Vocês vencerão e sairão mais fortes, para o bem dos EUA e do mundo", acrescentou o Presidente do Brasil, que também já esteve infetado com o novo coronavírus.

Outra das manifestações de apoio chegou da parte da primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern.

É claro que desejo ao Presidente dos Estados Unidos e à primeira-dama votos de uma rápida recuperação", afirmou a governante neozelandesa aos jornalistas.

Jacinda Ardern salientou que este "é um vírus que tem tido um impacto devastador global", recordando que já vários líderes mundiais foram infetados pela covid-19.

O Presidente chinês, Xi Jinping, também quis apoiar a família Trump e desejou uma "rápida recuperação" ao seu homólogo norte-americano, Donald Trump, e à sua mulher, Melanie Trump.

A minha mulher, Peng Liyuan, e eu expressamos a nossa solidariedade e esperamos que [Donald e Melania Trump] recuperem rapidamente", disse Xi na sua mensagem ao casal presidencial dos Estados Unidos.

Outro dos líderes a manifestar-se sobre a infeção de Trump foi o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, que desejou uma “rápida recuperação” ao Presidente dos Estados Unidos da América.

Em declarações aos órgãos de comunicação social, Boris Johnson disse que telefonou à noite para a Casa Branca para perguntar pela saúde do casal Trump e insistiu que “vão superar muito bem” a doença e que seguirão os conselhos dos médicos que os acompanham.

Veja também: 

COVID-19: TRUMP HOSPITALIZADO POR "PRECAUÇÃO": "PENSO QUE ESTOU MUITO BEM"

/ LF - Notícia atualizada às 13h37