O presidente da França, Emmanuel Macron, disse, nesta quinta-feira, que o país "não necessita" de um novo confinamento, como outros países europeus estão a fazer, por ter colocado em circulação o passe sanitário que limita o acesso aos espaços públicos.

O continente europeu tornou-se novamente no epicentro da pandemia, com o registo de elevados números de infeção em países como Alemanha e Áustria, que decidiram, esta semana, impor novas restrições, apontando mesmo à população não vacinada.

“Os países que estão a colocar novas restrições à população não vacinada são aqueles que não implementaram o passe [sanitário]. Por isso, esse passo não é necessário em França”, observou o chefe de Estado, citado pela Reuters.

Em França, o acesso a restaurantes, cafés e cinemas está limitado às pessoas vacinadas ou que apresentem um teste negativo à covid-19.

Nas últimas 24 horas, o país registou 20.336 casos de infeção e 52 óbitos.

Beatriz Céu