A Noruega anunciou, esta segunda-feira, mais dois casos fatais de coágulos sanguíneos, após a toma da vacina da AstraZeneca contra a covid-19. No total, já morreram três pessoas na Noruega, na sequência de efeitos secundários.

De acordo com as autoridades de saúde norueguesas, os óbitos ocorreram entre pacientes do Hospital Universitário de Oslo. Um deles era profissional de saúde.

A Agência Norueguesa do Medicamento não pode descartar que estes casos possam ter uma ligação à a vacina da AstraZeneca”, pode ler-se no comunicado divulgado à imprensa.

Recorde-se que a Noruega suspendeu a vacinação com o fármaco da AstraZeneca após terem sido registados efeitos secundários raros em pacientes inoculados com esta vacina. 

Contudo, ainda não foi provada a associação entre os casos graves de coágulos sanguíneos e a vacina.

Fomos informados de duas mortes trágicas em Rikshospitalet, entre os cinco pacientes que foram internados com este quadro especial da doença", adiantou o diretor da Agência Norueguesa do Medicamento à NTB.

O diretor não quis comentar sobre as mortes em detalhe, mas confirmou que a maioria dos cinco pacientes internados no Hospital Universitário de Oslo eram profissionais de saúde. Todos tinham idades inferiores a 55 anos. Três morreram.

O Hospital Universitário de Oslo, junto com outros hospitais universitários na Noruega, realizou investigações para mapear estes incidentes, e o mapeamento continua”, acrescentou 

A Agência Norueguesa do Medicamento está a colaborar com a Agência Europeia do Medicamento (EMA) para rever as notificações de reações adversas semelhantes noutras partes da Europa.

Já o Instituto Nacional de Saúde Pública norueguês avançou que será tomada uma decisão sobre se a vacina poderá ser administrada novamente na Noruega ainda esta semana.

Rafaela Laja